Egito conclui julgamento em massa; 75 foram sentenciados à morte e mais de 600 à prisão

 

Egito conclui julgamento em massa; 75 foram sentenciados à morte e mais de 600 à prisãoFoto: Reprodução/ EBC

Um tribunal penal de Cairo, no Egito, determinou neste sábado (8) sentenças de morte para 75 pessoas, e a prisão de pelo menos outras 600 envolvidas em uma manifestação no ano de 2013 em que morreram centenas de manifestantes pelas forças de segurança.

 

De acordo com a Agência Brasil, a decisão proferida neste sábado confirma as penas à forca ditadas em 28 de julho e que haviam sido enviadas ao Mufti, máxima autoridade religiosa do país, para que emitisse uma opinião não vinculativa.

 

O tribunal confirmou também a prisão perpétua para 47 acusados, outros 215 foram condenados a cinco anos de privação de liberdade. Também foram sentenciados 374 pessoas a 15 anos e 22 menores de idade a penas de dez anos. Um fotógrafo foi sentenciado a cinco anos de prisão e um homem chamado Osama Mohammed Morsi, filho do deposto presidente Mohammed Mursi, foi sentenciado a dez anos.

Fonte: Bahia Notícias