“Gabigol tornou-se o ídolo de uma geração. Ele é o maior ídolo nacional”, afirma jornalista

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Gabigol tem a cara do Flamengo. A identificação com o clube foi imediata, e a Nação o recebeu de braços abertos. Todo jogo tem uma plaquinha “Hoje tem gol do Gabigol”, as crianças pintam os cabelos e fazem sua comemoração. Em sua coluna no portal UOL, o jornalista Arnaldo Ribeiro colocou em debate que a idolatria do camisa 9 da Gávea transcende o Mais Querido: “Gabigol extrapolou as fronteiras gigantes do Flamengo e de sua apaixonada torcida”, afirmou.

O comentarista vê o atacante Rubro-Negro seduzindo até os adversários. Nesse sentido, ele vê o jogador como referência: “Gabigol cativa também mascotes dos rivais (não foi assim com meninos gremistas?). Ele tornou-se o ídolo de uma geração, o maior ídolo nacional”, disse o colunista.

 

Desde que chegou ao Flamengo, segundo o Futdados, Gabigol tem 64 jogos com 48 gols e 14 assistências. Em 2019, ele foi o artilheiro das duas principais conquistas do Rubro-Negro na temporada. Na Libertadores, ele marcou nove vezes em 12 oportunidades. Já no Campeonato Brasileiro, o camisa 9 fez 29 partidas com 25 bolas nas redes inimigas.  Na atual temporada, o atleta tem cinco atuações e marcou em todos os confrontos.

Coluna do Fla