Após se entregar à polícia, ex-presidente da Câmara é solto



maradona vereador correntina facebook
Foto: Reprodução / Facebook

 

O juiz Ricardo Augusto Schmitt, da Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa, determinou a soltura do ex-presidente da Câmara de Correntina Wesley Campos Aguiar, em cumprimento a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Conhecido como Maradona, o vereador havia se apresentado à polícia no último dia 21 de agosto. Conforme decidiu o STJ, ele pagará fiança de R$ 30 mil.

Schmitt chegou a determinar que Maradona cumprisse prisão domiciliar, mas modificou a decisão posteriormente, “até porque não consta da decisão proferida pelo Superior Tribunal de Justiça”.

Alvo da Operação Último Tango, o ex-presidente da Câmara de Correntina chegou a ser preso em outubro do ano passado, acusado de integrar uma organização criminosa suspeita de fraudar licitações.

Caso descumpra as medidas cautelares impostas, Maradona poderá ter decretada sua prisão preventiva, relembrou o magistrado.

Fonte: Bahia.ba