Uma “nova versão”? Em 2020 Gabigol tem o seu melhor início de temporada



FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Autor de nove gols em 2020, o centroavante nunca ficou sem deixar sua marca nos primeiros sete jogos das temporadas. Até então, seu melhor começo fora em 2018, no retorno ao Santos. Nas primeiras sete partidas pelo clube paulista, o atacante marcou quatro vezes, ou seja, este ano ele já conseguiu superar o dobro da sua melhor marca.

“Sempre gosto de fazer gols. É o que mais sei fazer – disse após fazer três gols na goleada do Flamengo por 4 a 1 sobre a Cabofriense: – Vou levar a bola (do jogo, tradição de quem marca três vezes numa partida) para a casa dos meus pais, já pedi para todo mundo assinar.”

Ao marcar sobre a a equipe da Região dos Lagos, Gabigol ainda igualou um feito de 2019: o de balançar as redes em sete partidas seguidas. Caso marque um gol diante do Junior Barranquilla, na próxima quarta-feira, pela primeira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, o camisa 9 baterá seu próprio recorde.

O único feito que ele não conseguiu atingir foi o de dez gols em sete jogos seguidos, marca de Zico em 1979. Mas Gabigol não se mostrou nem um pouco triste por isso.

-“Comparar com o Zico não tem condição nenhuma. Zico está em outro patamar. Depois vem os outros. Tenho certeza que meu lugarzinho na galeria está garantido, como o de outros jogadores do Flamengo. Nesta equipe praticamente todos são intiráveis da galeria de ídolos. Mas o Zico é o Zico”.

-“Na verdade sempre fui preocupado. No ano passado também dei muitas assistências. Claro que as pessoas às vezes veem mais o gol do que isso. Ou quando você não faz gol e nem assistência elas começam a te cobrar. Mas sempre falei que meu sonho é ser um jogador completo. Estou evoluindo, tenho 23 anos e ainda muito o que aprender. E foi o sétimo jogo. Todo mnundo ainda tem muito o que crescer fisicamente e individualmente”.

Confira, temporada por temporada, quantos gols Gabigol fez nos seus 7 primeiros jogos:

2020 (Flamengo) – 9 gols

2019 (Flamengo) – 3 gols

2018 (Santos) – 4 gols

2017/18 (Benfica) – 3 gols

2016/17 (Inter de Milão) – 1 gol

2016 (Santos) – 3 gols

2015 (Santos) – 1 gol

2014 (Santos) – 4 gols

2013 (Santos) – 2 gols

Coluna do Fla