Operação em Lagarto visa prender o prefeito do município

No final da madrugada desta sexta-feira (22), promotores de Justiça do GAECO e Delegados e Policiais da DEOTAP, PRF, COE e outras unidades policiais deflagraram a OPERAÇÃO LEAK para dar cumprimento a mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão nas cidades de Aracaju, capital do Estado, e Lagarto, região Centro-Sul.

A investigação diz respeito a desvios de verbas públicas do Matadouro Público Municipal de Lagarto e à prática do crime de Lavagem de Dinheiro pelo Prefeito de Lagarto e demais investigados.

As buscas acontecem na sede da Prefeitura de Lagarto, Secretarias Municipais de Finanças e Administração, no Matadouro de Lagarto, na sede da empresa JML COMÉRCIO ATACADISTA DE FUMO LTDA e nas residências do Prefeito, do genro e de laranjas dele, além do administrador do Matadouro Municipal.

Quatro mandados de prisão preventiva foram expedidos, em desfavor do Prefeito JOSÉ VALMIR MONTEIRO, de seu genro IGOR RIBEIRO COSTA ARAGÃO e os sócios da empresa JML, JOEL DO NASCIMENTO CRUZ e GILDO PINTO DOS SANTOS.

O nome da Operação se dá em razão da notícia de vazamento dos pedidos de prisão e buscas que estão sendo apurados, além da notícia de que os principais alvos de prisão saíram de seus domicílios para evitar serem capturados pelas equipes do GAECO e das Polícias.

Gilson de Oliveira